Connect with us

Geral

Após acidente na ponte Rio-Niterói, grávida não consegue chegar ao hospital e bebê nasce no carro

Grávida enfrentou grande engarrafamento e precisou recorrer ao Corpo de Bombeiros

Publicado

em

Bombeiros realizaram parto dentro do carro, no estacionamento do quartel. Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros

O acidente entre dois caminhões que parou a ponte Rio-Niterói e causou quilômetros de engarrafamento nos acessos à via, no último dia 5, também impactou a vida de Mariana, de 35 anos, que deu à luz Manuel no quartel de Niterói.

A jovem, que estava a caminho da maternidade, era uma das pessoas que ficou presa no engarrafamento provocado pelo grave acidente. Como perdeu muito tempo no trânsito e não conseguiria chegar ao hospital, Mariana precisou recorrer ao Corpo de Bombeiros.

Ela conseguiu ir até o 3º GBM e pediu ajuda aos agentes. Manoel nasceu ainda no carro, no estacionamento do quartel, pelas mãos do 1º tenente Maisner, que também é enfermeiro. Ele realizou o parto com a ajuda da subtenente Alexsandra, que é técnica de enfermagem, do capitão Douglas e do cabo Miranda.

Segundo o 1º tenente Maisner, Mariana já chegou à unidade em trabalho de parto, apresentando contínuas contrações. ” Ajudamos a mantê-la tranquila, orientamos sobre técnicas de respiração. Foi tudo muito rápido, durou cerca de 3, 4 minutos. O bebê estava com o cordão umbilical enrolado no pescoço e foi necessário realizar uma manobra, bem-sucedida. Manoel nasceu bem, saudável. Deu tudo certo”, lembrou.

Depois do nascimento e primeiros-socorros, a mãe e o bebê foram encaminhados ao hospital.

Nesta semana, os bombeiros que realizaram o parto receberam o carinho de Mariana, que enviou a foto de Manoel como agradecimento pela gesto nobre dos agentes.

Mariana enviou foto do bebê Manoel em agradecimento aos agentes. Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros

Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade

Populares