Connect with us

Geral

Hospital Oceânico passa a atender pessoas com sequelas da Covid-19

Inicialmente, unidade atendia exclusivamente pacientes que ainda estavam contaminados

Publicado

em

Reabilitação de pacientes com sequelas da Covid-19 no Hospital Oceânico, em Piratininga. Foto: Divulgação

O Hospital Oceânico, em Piratininga, passou a atender pacientes que ficaram com sequelas devido à Covid-19. Inicialmente, a unidade atendia exclusivamente pessoas contaminadas com o vírus, com o objetivo de tratar a doença. Mas com a redução do número de casos em Niterói, o atendimento foi ampliado.

Atualmente, 77 pessoas estão em tratamento no Centro de Reabilitação do hospital. Em menos de um mês, a unidade realizou 385 atendimentos, entre triagens, avaliações e consultas.

Entre as sequelas mais comuns deixadas pela Covid-19, estão dor crônica, limitação respiratória e perda de olfato e paladar. Porém, a equipe do hospital tem observado um grande número de pessoas com problemas cardíacos após se curar da doença. De acordo com o diretor técnico do Hospital oceânico, Rafael Carraro, de cada dez pessoas atendidas no local, três precisaram passar pelo setor de cardiologia. Rafael também destacou que muitas pesquisas e estudos sobre a reabilitação de sequelas da Covid-19 ainda estão em desenvolvimento, por ainda se tratar de uma doença misteriosa para a medicina.

Os tratamentos realizados no hospital incluem nutrição, psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia, além de assistência social, entre outros, dependendo do caso.

Médico avalia capacidade respiratória em paciente em tratamento no Hospital Oceânico. Foto: Divulgação

Com informações de O Globo

Publicidade

Populares