Connect with us

Saúde

Niterói reduz intervalo entre doses da vacina contra a Covid-19

Prefeitura também anunciou que servidores deverão apresentar comprovante de vacinação

Publicado

em

Niterói faz ajustes no intervalo entre as doses da vacina contra a Covid-19. Foto: Divulgação

O intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina contra a Covid-19 sofreu um ajuste em Niterói. A prefeitura informou que, a partir da próxima terça-feira (28) a lacuna passa a ser de oito semanas, ou seja, dois meses, e não mais de 12 semanas.

A decisão por reduzir o intervalo entre as doses da Pfizer e da Astrazenca foi tomada com base no surgimento de novas variantes da Covid-19 com maior poder de transmissão, como a Delta. Com isso, as autoridades mudaram a estratégia de combate à doença, acelerando a imunização da população. O Ministério da Saúde autorizou a antecipação.

O município também antecipou o tempo de espera para receber a dose de reforço. Idosos com mais de 70 anos poderão receber a dose três meses após a segunda, ou seja, não será preciso aguardar seis meses para concluir o esquema vacinal com a dose de reforço. Com a redução do intervalo, será possível que todos os que pertencem ao grupo fiquem imunes já nas próximas semanas.

Com a antecipação, o calendário da dose de reforço em Niterói fica da seguinte forma:

27, 28, 29/09 – a partir de 80 anos
30/09 – a partir de 79 anos
01/10 – a partir de 78 anos
02/10 – Não haverá vacinação Covid – dia D da campanha de multivacinação
04/10 – a partir de 77 anos
05/10 – a partir de 76 anos
06/10 – a partir de 75 anos
07/10 – a partir de 74 anos
08/10 – a partir de 73 anos
09/10 – REPESCAGEM
11/10 – a partir de 72 anos
12/10 – FERIADO
13/10 – a partir de 71 anos
14/10 – a partir de 70 anos
15, 16, 17/10 – REPESCAGEM

Servidores de Niterói devem apresentar comprovante de vacinação

A Prefeitura de Niterói regulamentou o decreto nº 14.116/2021, de 19 de agosto de 2021, que torna a vacinação contra a Covid-19 obrigatória para todos que trabalham no Executivo municipal. Sendo assim, os servidores da administração direta e indireta e os presadores de serviços contratados por órgãos municipais devem entregar uma cópia do comprovante de vacinação junto com a folha de ponto de setembro.

Os protocolos sanitários, como o distanciamento, o uso de máscara e a higiene das mãos, seguem sendo obrigatórios nas repartições públicas municipais.

Servidores públicos municipais devem entregar comprovante de vacinação. Foto: Divulgação

Publicidade

Populares